16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

APRESENTAÇÃO ATÍPICA DE MIELOMA MÚLTIPLO DE CADEIA LEVE

Fundamentação/Introdução

Mieloma múltiplo (MM) é uma discrasia plasmocitária de células B, com proliferação monoclonal de plasmócitos na medula óssea (MO). O diagnóstico é baseado nos critérios do International Myeloma Working Group (IMWG), que inclui infiltração de plasmócitos na medula ou plasmocitoma extramedular, e uma disfunção orgânica (hipercalcemia, insuficiência renal, lesões osteolíticas ou anemia). Ainda assim, o diagnóstico pode ser desafiador.

Objetivos

O objetivo é relatar o caso de uma mulher de 59 anos com lesões osteolíticas difusas em esqueleto axial e apendicular, que necessitou de múltiplas biópsias ósseas para o diagnóstico de mieloma múltiplo.

Delineamento e Métodos

Estudo de relato de caso feito através de revisão de prontuário de paciente internada em hospital privado de Recife-PE.

Resultados

Paciente mulher de 59 anos, internada para investigação etiológica de lesões osteolíticas em arcos costais e calota craniana, descobertas há 3 meses, devido à dor torácica e em ombro. TC de tórax evidenciou lesão osteolítica em 3º arco costal esquerdo, além de pequenas imagens osteolíticas esparsas em corpos vertebrais. TC de crânio com duas lesões líticas em calota. PET/CT mostrou hipermetabolismo glicolítico em múltiplas lesões ósseas líticas em esqueleto axial e apendicular. Biópsia de lesão em costela inconclusiva, assim como aspirado e biopsia de medula óssea.
Repetido PET/CT em 3 meses, mostrando novas áreas acometidas (esterno e escápula) Biópsia esternal apresentou células neoplásicas positivas para CD138 e com expressão monotípica de cadeia leve, compatível com mieloma múltiplo.

Conclusões/Considerações Finais

O diagnóstico de MM pode ser desafiador. A paciente em questão teve como principal manifestação uma dor torácica devido às lesões osteolíticas em arcos costais. Exames laboratoriais sem alterações. A biópsia de MO foi inconclusiva para MM, porém, a biópsia esternal foi essencial, pois mostrou neoplasia de plasmócitos maduros, com expressão monotípica de cadeia leve Kappa, fechando diagnóstico em MM de cadeias leves.

Palavras Chave

Mieloma múltiplo, proteína de bence-jones, cadeias leve.

Área

Clínica Médica

Autores

MARIANA PILE DE BARROS TORRES, ADRIAN FERREIRA SIAL, JORGE LUIZ CARVALHO FIGUEIREDO, LUCILO AVILA PESSOA NETO