16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Importância do cateter duplo J em paciente com neoplasia de ovário metastático: um relato de caso

Fundamentação/Introdução

O carcinoma de ovário é a neoplasia maligna ginecológica mais letal existente, com incidência mundial de 200.000 novos casos por ano.

Objetivos

O presente trabalho possui como objetivo relatar a importância do cateter duplo J em caso de neoplasia ovariana para a redução de sintomas já exibidos, evitando riscos potenciais e agravos como a falência e necrose renal direita.

Delineamento e Métodos

O estudo é classificado como relato de caso.
Utilizaram-se documentos e exames complementares da paciente para coletar dados informados e obtidos através da entrevista com a paciente, feita de modo presencial.

Resultados

(RELATO DE CASO: DESCRIÇÃO DO CASO)
Paciente A.P. M, do sexo feminino, com 48 anos de idade, admitida em consulta com urologista em Presidente Prudente-SP, apresentou-se com retenção urinária, desconforto, pirose, sensação de bexiga cheia, dor abdominal difusa pelos flancos direito, esquerdo e mesogástrio. A paciente já possuía exame de imagem e laboratorial, que foi indicação de sua médica oncologista. Durante a anamnese descobriu-se o histórico de neoplasia recidiva desde 2018, câncer primário de ovário; metástases peritoneais, intestinais, hepáticas, diafragmáticas e na cúpula vaginal. Sem histórico de etilismo, ex-fumante, sedentária. Histórico de histerectomia anterior ao surgimento da doença, ooforectomia bilateral em 2018. Cirurgia mais recente realizada em julho de 2020, para ressecção de lesões e reversão de colostomia (em decorrência do agravo da doença, paciente não dispõe de colón). A avaliação feita pelo médico inferiu o diagnóstico rapidamente, não solicitou tomografia (para mais detalhes), pois afirmou comprometeria ainda mais o rim da paciente devido ao contraste utilizado; assim, agendou o procedimento com urgência (de introdução endoscópica do cateter duplo J), já que caso o procedimento fosse adiado por muito tempo, ocorreria a necrose do órgão, logo, a perda de sua função.

Conclusões/Considerações Finais

A introdução do cateter duplo J em casos como este possui poucos dados na literatura, o que implica indiretamente no prognóstico do paciente. Portanto, é necessário que mais casos como esse sejam relatados para melhor entendimento sobre o manejo do paciente oncológico nesta proporção. O estudo mostra a relevância de um procedimento com caráter protetivo (temporário) contra a progressão de uma insuficiência renal grave pela necrose do parênquima renal, assim, evitando maiores riscos e complicações associadas ao câncer para o paciente portador da doença.


Palavras Chave

Neoplasia; cateter; rim; ginecológica.

Área

Clínica Médica

Autores

MARIA CLARA REDIVO AMARAL