16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

HIPERPARATIREOIDISMO PRIMÁRIO E ADENOMA DE PARATIREOIDE: UM RELATO DE CASO

Fundamentação/Introdução

Hiperparatireoidismo primário (HPTP) é uma alteração endócrina comum em indivíduos entre 50 e 60 anos do sexo feminino, caracterizada por um quadro de hipercalcemia e alterações nos níveis de paratormônio (PTH). Dentre as causas de HPTP, 80% dos casos estão relacionados com adenoma solitário de paratireoide, 10-11% com múltiplos adenomas e menos que 10% com hiperplasia das quatro glândulas. Em relação as suas manifestações, nota-se astenia, fadiga, artralgias, condrocalcinose, dor óssea difusa, osteopenia, osteoporose e, em casos adiantados, osteíte fibrosa cística. Embora a maioria dos casos de HPTP sejam esporádicas, sugere-se que a origem pode estar interligada à história familiar e anormalidades em diversos genes com potenciais patogênicos.

Objetivos

Objetiva-se relatar um caso de HPTP de uma paciente com adenoma de paratireoide no intuito de evidenciar o processo do início até o encerramento do diagnóstico, mudança clínica, evolução laboratorial e condutas tomadas.

Delineamento e Métodos

Paciente do sexo feminino, 85 anos, hipertensa, queixa-se de astenia de longa data, dor em coluna lombar com irradiação para membro inferior esquerdo. Relata ter sono ruim acordando várias vezes à noite e desanimo. Durante a palpação no exame físico, apresentou um nódulo de 1cm no lóbulo direito da tireoide. Histórico familiar de tireoidopatia na irmã. Encaminhada para um endocrinologista após a realização de uma USG de tireoide que evidenciou nódulos em ambos os lóbulos. Em julho de 2020, exames foram feitos, apresentando alterações no PTH, fósforo, cálcio, magnésio e CPK. A densitometria óssea apresentou dados relacionados a presença de osteoporose e osteopenia. Na cintilografia de paratireoides, observou-se uma volumosa formação nodular no lóbulo direito, sendo compatível com um adenoma de paratireoide.

Resultados

A paciente foi encaminhada a um cirurgião de cabeça e pescoço. Em decorrência da pandemia, a cirurgia foi adiada, iniciando-se o uso da furosemida para controle da hipercalcemia até a realização do procedimento cirúrgico para paratireoidectomia.

Conclusões/Considerações Finais

A partir desse relato, nota-se a importância da análise de forma clínica e laboratorial da evolução desse quadro para o estabelecimento de um diagnóstico e prognóstico em pacientes com HPTP. Fatores como a dosagem de cálcio e fósforo, bem como a investigação de adenoma de paratireoide e osteoporose são fundamentais para a determinação do tratamento e controle de possíveis complicações nesses pacientes.

Palavras Chave

“Hiperparatireoidismo primário”, “adenoma de paratireoide”, “hipercalcemia” e “paratormônio”.

Área

Clínica Médica

Instituições

Pontifícia Universidade Católica de Goiás - Goiás - Brasil

Autores

GIOVANNA GARCIA DE OLIVEIRA, JOSÉ RODRIGUES DO CARMO NETO, ERICA ALVES SEVERINO, ANA LUISA MONTEIRO DOS SANTOS MARTINS, LETÍCIA LEÃO TUMA DAMASCENO