16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Insuficiência renal crônica por água de coco contaminado com leptospirose – relato de caso

Fundamentação/Introdução

A leptospirose é uma zoonose de importância mundial, causada por leptospiras patogênicas. São transmitidas pelo contato direto ou indireto com urina de animais infectados ou água e lama, cujo principal reservatório urbano são os roedores. É uma doença infecciosa febril, de início abrupto, que pode variar nos quadros clínicos, sendo necessária uma branda intervenção médica

Objetivos

Relatar o caso de um paciente com leptospirose por contaminação da água coco, o que casou insuficiência renal crônica e anemia

Delineamento e Métodos

Descrição do caso: Paciente de 54 anos, do sexo masculino, solteiro, natural e procedente de São Luís – MA; compareceu no Centro de Saúde Clodomir Pinheiro Costa para uma avalição de rotina. O mesmo refere que há um ano, foi diagnosticado com leptospirose após ter ingerido água de coco na praia, apresentando os sintomas dois dias depois do ocorrido. O seu quadro clínico foi de intensa gravidade e foi necessário sua internação por 2 meses na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o qual nesse período, evolui para um quadro de sepse e apresentou insuficiência hepato-renal. Na consulta de rotina, foram observados nos exames laboratoriais que apresentava alterações significativas na creatinina (no valor de 3,2 mg/dL), no hematócrito (no valor de 34 %) e no volume corpuscular médio (valor de 70 fL); no qual pode-se mostrar uma anemia crônica no paciente e uma insuficiência renal crônica a serem tratadas de forma correta. Foi solicitado a realização da coleta da microalbuminuria de 24hrs, ultrassom dos rins e vias urinárias e exames laboratoriais (ferrocinetica, PHT, 250H vitamina D), além do uso oral do medicamento Vi-Ferrin. O paciente, foi encaminhado ao nefrologista para uma avalição mais direcionada.

Resultados

DESCRIÇAO DO RELATO DE CASO

Conclusões/Considerações Finais

conclui-se que a insuficiência renal é um comprometimento grave em pacientes com leptospirose, caracterizando-se por uma ação nefrotóxica direta da leptospira, rabdomiólise, hiperbilirrubbinemia e hipovolemia. Geralmente, na segunda semana da doença ocorre a normalização dos níveis séricos. Nesse relato de caso, o caráter clínico não é uma prática comum, no qual é necessária uma ampla intervenção multidisciplinar.

Palavras Chave

Leptospirose, insuficiência renal crônica, anemia, sinais e sintomas, terapêutica

Área

Clínica Médica

Autores

CLAUDIA NERY DO NASCIMENTO COELHO, GUSTAVO SOARES GOMES BARROS FONSECA, REBECA CARVALHO AGUIAR , CAMILA COSTA LARCEDA SOUSA