16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Abordagem a vítima de PAF com lesão cardiotorácica e comprometimento ventricular- relato de caso

Fundamentação/Introdução

As lesões por projétil de arma de fogo (PAF) tem elevado potencial de óbitos em pacientes politraumatizados na emergência, principalmente, quando atingem a região cardiotorácica e cabeça. Assim, necessitando de maior intervenção médica.

Objetivos

Relatar o caso de um paciente vítima de projétil de arma de fogo (PAF) na região torácica, que causou hemotórax maciço com lesões transfixantes com sangramento ativo e lesão superficial do miocárdio com disfunção sistólica no ventrículo esquerdo por comprometimento segmentar

Delineamento e Métodos

Descrição do caso: Paciente de 21 anos, do sexo masculino, solteiro, natural e procedente de São Luís – MA; compareceu ao Pronto Socorro do Hospital Municipal de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura, vítima de ferimento penetrante por projétil de arma de fogo (PAF), sendo encaminhado imediatamente ao centro cirúrgico. Foram observadas lesões pulmonares transfixantes com perfuração de lobo superior, inferior e língula, com sangramento ativo, sendo realizada drenagem torácica e sutura das lesões. Além de fratura em 8ª costela esquerda, com trauma do feixe nervoso vascular da região. O paciente também apresentou ferimento do miocárdio não transfixante no ventrículo esquerdo, sendo realizada a miocardiorrafia. Ademais, o paciente foi submetido a uma laparotomia exploradora branda. Após as suturas, o mesmo apresentou fibrilação atrial (FA) seguida de parada cardiorrespiratória (PCR), sendo realizada ressuscitação cardiopulmonar (RCP) diretamente no miocárdio e desfibrilação com 360J. Dessa forma, houve retorno da circulação espontânea após 1,5 minutos de PCR. No entanto, o paciente apresentou nova PCR devido a uma FA com duração de 30 segundos, sendo novamente desfibrilado e com retorno da circulação espontânea. Após a estabilização, foi encaminhado para Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde obteve alta, sendo feito suporte clínico, monitorização contínua e analgesia. O paciente encontra-se em acompanhamento na clínica médica com a cardiologia.

Resultados

DESCRIÇÃO DO RELATO DE CASO

Conclusões/Considerações Finais

conclui-se, que a precisão diagnostica e intervenção cirúrgica no tempo adequado foram essenciais. Todavia, as lesões no miocárdio junto com o RCP de 2 min, ocasionaram a disfunção sistólica do ventrículo, no qual é a principal causa de falência crônica do coração podendo ser diagnosticado pela fração de ejeção ventricular. Esse caráter emergencial não é uma prática comum, mas apresenta tratamento eficaz em jovens sem comorbidades

Palavras Chave

politraumatizado, lesões cardiotorácicas transfixantes, parada cardiorrespiratória, disfunção sistólica do ventrículo esquerdo

Área

Clínica Médica

Autores

CLAUDIA NERY DO NASCIMENTO COELHO, ISABELA TEXEIRA SANTOS SILVA, LEOBRUNO REVIL TORRES FERREIRA , REBECA COELHO DANTAS, RENATA MEDEIROS SILVA