16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Neuralgia do trigêmeo nos ramos V1, V2 e V3: um relato de caso

Fundamentação/Introdução

Introdução: A neuralgia do nervo trigêmeo é um tipo de dor neuropática que acomete a região orofacial, uma condição muito dolorosa, caracterizada por surtos de dor lancinante e súbita, limitada ao território de um ou mais ramos do nervo trigêmeo, geralmente desencadeada por estímulo não álgico. Apesar de baixa incidência, possui alta morbidade.

Objetivos

Objetivos: Relatar um caso clínico de neuralgia do trigêmeo, ressaltando a importância das terapias farmacológicas e não farmacológicas no controle da dor.

Delineamento e Métodos

Métodos: Estudo observacional do tipo relato de caso.

Resultados

Resultados: M.A.C. 34 anos, açougueiro, com relato de dor súbita lancinante em região temporal, maxilar e mandibular à direita com duração aproximada de 20 minutos, associado a desorientação, após exposição ao choque térmico (70 graus celsius). Recebeu diagnóstico de neuralgia do trigêmeo nas porções V1, V2 e V3 em 2018. Angioressonância magnética de crânio não descarta alças vasculares das artérias cerebelares superiores. Neste período, apresentou crises álgicas intensas em região têmporo parietal, maxilar e mandibular à direita, sensação de choque elétrico, náuseas, eritema e lacrimejamento no olho direito. Os paroxismos são como golpes dolorosos que recorrem frequentemente, precipitados por exposição ao frio e calor, mascar, na escovação e estímulo sensorial em zonas de gatilho. Outra queixa, é a frequente parestesia e hiperestesia ao toque. Há relatos de insônia, uso assíduo de café, estresse e exposição ao frio em atividade laboral e ruim controle álgico, realizou micro compressão do gânglio de Gasser em 13/07/2020. Posterior a um período sem o uso de fármacos, gradualmente houveram retornos dos paroxismos. Houve melhora significativa da dor após o reforço de terapias não farmacológicas, são essas: suspensão do uso regular de estimulantes; higiene do sono; acupuntura associados à terapia convencional otimizada(Carbamazepina, Amitriptilina).

Conclusões/Considerações Finais

Considerações finais: A neuralgia do nervo trigêmeo é uma das mais comuns dentre as neuralgias faciais e é uma das condições relatadas na literatura como causadoras de dor mais intensa, podendo ocasionar significativa morbidade, impacto nas atividades sociais do paciente e difícil manejo. Assim, ressalta-se a importância da individualização de cada caso (crises estereotipadas), multiplices especialistas e combinação de terapias para o devido manejo dos sintomas.

Palavras Chave

Descritores: Neuralgia do trigêmeo, cefaléia, dor facial.

Área

Clínica Médica

Autores

JOSHUA BRAGAMONTE PEREIRA GOULART MARINHO, RANGEL BATISTA GUIMARAES, ALUIZIO DOS SANTOS JUNIOR, HELIO GONCALVES DOS SANTOS JUNIOR, VITOR DAUMAS PASSOS