16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

CORRELAÇAO ENTRE O NIVEL DE ATIVIDADE FISICA E DESEMPENHO ACADEMICO DOS ESTUDANTES DO CURSO DE MEDICINA.

Fundamentação/Introdução

A elevada demanda de estudos e práticas médicas são consideradas estressantes, tornando os estudantes menos empáticos, acometendo-os com problemas fisiológicos e psicológicos, resultando em prejuízos cognitivos e queda no desempenho acadêmico. Esses declínios têm sido associados a ausência de atividade física, a qual alude benefícios nas funções cognitivas, induzindo a plasticidade cerebral positiva, fortalecendo sinapses e acarretando em melhor desempenho acadêmico.

Objetivos

Verificar se a capacidade cognitiva e desempenho acadêmico dos alunos do curso de medicina, sofrem influência do nível de atividade física.

Delineamento e Métodos

Trata-se de um estudo transversal quantitativo descritivo, o qual avaliou 13 estudantes do terceiro semestre do curso de medicina, de ambos os sexos, maiores de 18 anos. Para a coleta de dados, foram utilizados dois instrumentos: um questionário para dados sócio demográficos e desempenho acadêmico e o Questionário Internacional de Atividade Física (International Physical Activity Questionnaire – IPAQ versão curta), para avaliação do nível de atividade física. O grau de correlação, foi realizado por meio do coeficiente de correlação de Pearson.

Resultados

Foi observada uma correlação forte (0,75; ρ=0,003) entre as variáveis de dias de estudos na semana e desempenho acadêmico. Ademais, obteve-se uma correlação moderada (0,50; ρ=0,080) ao avaliarmos os minutos de atividades vigorosas na semana e desempenho acadêmico.

Conclusões/Considerações finais

Esses achados indicam que a maior frequência de dias estudados tem implicações positivas no desempenho acadêmico, levando os alunos a atingir maiores pontuações nas avaliações cognitivas. A atividade física vigorosa demonstrou tendência a característica positivas quando correlacionado com a avaliação de desempenho, sendo mais eficiente em termos de tempo, implicando em maior adesão aos estudantes, já que essas, são de durações mais curtas e requerem menores sessões para produzir resultados benéficos.

Palavras Chave

Cognição; Estudantes; Medicina; Ipaq; Desempenho Acadêmico.

Área

Clínica Médica

Instituições

Centro Universitário MaxPlanck - São Paulo - Brasil

Autores

MARINALDO CORREA BARBOSA DE OLIVEIRA