16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANALISE RETROSPECTIVA DAS BIOPSIAS RENAIS REALIZADAS NO PERÍODO DE JANEIRO DE 2019 A JULHO DE 2021 NO HOSPITAL UNIVERSITARIO DO OESTE DO PARANA (HUOP)

Fundamentação/Introdução

A biópsia renal é o exame padrão ouro para o diagnóstico das doenças glomerulares, e contribui para auxiliar na definição do tratamento e prognóstico das mesmas.

Objetivos

Determinar o perfil das glomerulopatias dos pacientes submetidos à biópsia renal em um hospital terciário do Oeste do Paraná.

Delineamento e Métodos

Foram realizadas 26 biópsias renais entre janeiro de 2019 e julho de 2021. Através da análise retrospectiva dos prontuários desses pacientes, os seguintes dados foram coletados: gênero, idade, rim nativo ou rim transplantado, diagnóstico etiológico e desfecho clínico.

Resultados

No que diz respeito ao gênero, 12 pacientes eram do sexo feminino e 14 do sexo masculino, o que corresponde a uma porcentagem de 46% e 53% respectivamente. Quanto à idade dos pacientes, a idade mínima encontrada foi de 20 anos e a máxima de 70 anos, com uma média de 43 anos. Desses pacientes, 80,77% possuíam rim nativo e 19,23% rim transplantado. A maior parte das biópsias realizadas foi no ano 2021, correspondendo a 42,31%, sendo 38,46% em 2020 e 7,69% em 2019. Quanto aos resultados encontrados, 3,85% das biópsias apresentaram resultado normal, 7,69% resultados inconclusivos e a maioria apresentaram o diagnóstico de Nefropatia por IgA, correspondendo a 11,54%. Também foram encontrados Glomeruloesclerose Nodular, Glomerulonefrite Membranosa, Glomeruloesclerose Segmentar e Focal, Nefrite Lúpica com lesões mínimas, correspondendo a 7,69% da amostra cada um desses diagnósticos etiológicos. Quanto aos demais resultados, cada um correspondeu a 3,69% da amostra, os quais foram: Glomerulonefrite pós-infecciosa (com crescentes), Glomerulonefrite membranoproliferativa - crioglobulinemia, Amiloidose Renal tipo AL, Doença do anticorpo antimembrana basal (Goodpasture), Hiperoxalúria primária tipo 1, Nefrite intersticial Aguda, Mieloma Múltiplo, Necrose cortical, Rejeição Aguda do enxerto, Glomerulopatia do transplante, Nefropatia diabética e Nefroesclerose hipertensiva. No que diz respeito aos desfechos, 42,31% mantém seguimento no ambulatório de Nefrologia do HUOP, 3,85% em um serviço de Consórcio Municipal, 15,38% seguem acompanhando em uma clínica privada e 15,38% perderam o seguimento. Ainda, 15,38% estão em terapia renal substitutiva e 7,69% dos pacientes foram a óbito.

Conclusões/Considerações finais

Este estudo poderá contribuir para melhor entendimento das doenças glomerulares no Oeste do Paraná, orientando o rápido diagnóstico, através da biópsia renal, e manejo clínico das mesmas.

Palavras Chave

Biópsia renal; Glomerulopatias; Análise retrospectiva; Prognóstico; Desfecho clínico;

Área

Clínica Médica

Autores

BIANCA ARNONE LOPES MEDINA, RUBIA BETHANIA BIELA BOARETTO, ANDRESSA CAROLINE KUZMA , KAREN MARIANO DE ALENCAR PRESSUTO