16º Congresso Brasileiro de Clínica Médica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Abscesso de septo nasal: um relato de caso

Fundamentação/Introdução

Abscesso de septo nasal é uma condição que atinge uma pequena parcela da população, e o diagnóstico tardio possibilita a disseminação da infecção para áreas próximas ao septo nasal, podendo assim causar piora no quadro clínico. Entre as principais causas podemos citar traumatismo nasal, procedimentos cirúrgicos no septo, ou mesmo hematoma espontâneo.

Objetivos

Relatar um caso de abscesso de septo nasal e chamar a atenção para a necessidade de se atentar a hipótese diagnóstica desta condição diante de quadros febris associados a rinorréia purulenta.

Delineamento e Métodos

As informações obtidas para esse relato foi embasada no prontuário e na entrevista do paciente.

Resultados

Paciente do sexo masculino, 65 anos de idade, com histórico de trauma nasal proveniente de uma briga ocorrida há cerca de 21 dias antes da admissão hospitalar, evoluindo, com febre não aferida, obstrução nasal com saída de secreção, que evoluiu de hialina para purulenta em cerca de uma semana, além de edema em asa de nariz e mucosa nasal, que gerava dificuldade respiratória e queda do estado geral. Procurou atendimento médico após 15 dias do início dos sintomas. Na admissão hospitalar o paciente, apresenta-se febril, prostrado, com importante edema nasal, e com saída de grande quantidade de secreção pelo nariz, sendo realizados exames laboratoriais e de imagem. Tomografia de crânio e seios da face evidenciou abscesso de septo nasal, sem acometimento de áreas subjacentes. Diante de tal achado, foi iniciada antibioticoterapia e drenagem local com saída de cerca de 30ml de exsudado purulento. Após 2 dias paciente já havia evoluído significativamente com melhora clínica e diminuição do edema nasal. Após 5 dias obteve alta hospitalar, com termino de tratamento ambulatorial.

Conclusões/Considerações Finais

O caso relatado e as informações levantadas trazem à luz a discussão da terapêutica de uma situação complexa e incomum, o abcesso nasal. A relevância do caso relatado é a fundamentação visando a obtenção de uma maior atenção aos casos de rinorreia purulenta com febre. Desse modo, quando os sintomas supracitados mostram-se presentes, deve-se considerar a hipótese de abcesso nasal como diagnóstico, afinal, sabe-se que este, quando realizado precocemente, aliado a um tratamento efetivo, pode mudar o prognóstico do paciente para melhor.

Palavras Chave

Abscesso de se septo nasal.

Área

Clínica Médica

Autores

ORISMAN MARTINS DE SOUZA ROCHA FILHO, BYRON MAIA FEITOSA FEITOSA, ARCHIMEDES FERNANDES ALVES DE SANTANA , ROBERTA CRISTIANE OLIVEIRA DA SILVA, FERNANDA GABRY SCAZUZA GOMES DE SOUZA GABRY